Amador ...que ou o que ama ...que ou quem se dedica a uma arte ou um ofício por gosto ou curiosidade, não profissional ...que ou aquele que ainda não domina a actividade a que se dedicou, revelando-se inábil, incompetente
Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2005
Anona
Nome comum : Anona
Nome cientifico: Annona cherimola, Mill
Família: Annonaceae
Origem:
Utilização: Frutos comestíveis
Planta da foto: nasceu por semente dum fruto comprado
Fotos: pessoais


. Annona cherimoia.jpg

Famílias:

publicado por Filipe às 18:43
link do post | comentar | favorito

94 comentários:
De Rudolfo Pereira a 3 de Janeiro de 2015 às 11:43
Boa tarde. Tudo aquilo que tem dito está correcto, mas gostaria de acrescentar o seguinte: a flor é hermafrodita, pelo que concentra em si os orgãos masculinos e femininos. O problema está naquilo a que chamamos (desculpe a minha formação bioquímica) de dicogamia protogínica, isto é, o amadurecimento não se dá em simultâneo pelo que a auto-polinização não é relevante para esta árvore (dai ter de existir outra por perto, em diferente fase de polinização). Quando a flor está fechada (ou melhor, quando as 3 pétalas se abrem ligeiramente significa que os carpelos estão receptivos; no entanto, nessa altura os estames dessa flor são brancos pelo que não estão aptos a libertar pólen; quando as pétalas estão abertas, os estames estarão amarelados, carregados de pólen, mas nessa altura os estigmas já não poderão receber esse pólen). Sem prejuízo do que atrás disse, o que pode acontecer na sua árvore (e caso se verifique que não existe nenhuma anoneira por perto) é o facto das flores irem-se abrindo dos ramos superiores para os inferiores, e da periferia para o interior. Esse desfasamento temporal poderá ser a razão da boa frutificação da sua árvore. O adubo e a poda ligeira são também benéficas.


De Carlos Martins a 2 de Julho de 2015 às 22:34
Sim, as flores na minha anoneira não abrem todas simultâneamente.
Umas vão florescendo, outras vão nascendo e desenvolvendo-se, isto durante um período que ultrapassa os 3 meses.
Este ano já tenho diversas anonas na minha árvore que já vingaram.
No ano passado colhi algumas com 2Kg, são muito, muito doces, uma maravilha. Desde há 3 anos para cá, tenho sempre colhido várias dezenas de anonas.
Aqui na zona de Odivelas conheço várias anoneiras mas estão longe da minha, não frutificam, ao contrário da minha.


De Anónimo a 23 de Junho de 2018 às 03:11
Voçê deve estar numa zona onde os insectos que polonizam aas folores da anoneira abundar. A minha só dá fruto se polonizar manualmente, e carrega de frutos, caso contrário não dava enm um sequer, porque é uma zona com muito vento maritimo e as arvores não se dão muito bem em termos de frutificar talvez por escassez de insectos polonizadores


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28


posts recentes

Papoila da califórnia

Couve rábano

Brincos de princesa

Amoreira branca

Remodulação

Alteração

Linaria Ricardoi

Goiaba

Zambujeiro

Camarinhas

arquivos

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Famílias

agavaceae

annonaceae

bombaceae

cruciferae

empetraceae

moraceae

myrtaceae

oleaceae

onagraceae

papaveraceae

rhamnaceae

rosaceae

rutaceae

scrophulariacea

solanaceae

umbeliferae

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds